Prevenção - Clinica de Cardiologia e Reabilitação.

Sem dúvida um dos grandes méritos da Cardiologia atual é a sua capacidade de atuar preventivamente, particularmente na doença coronariana. Prevenir o surgimento da aterosclerose e conseqüentemente de infartos é possível, graças à descoberta dos chamados fatores de risco: colesterol elevado, tabagismo, hipertensão arterial, diabetes mellitus, antecedente familiar de infarto, obesidade abdominal, sedentarismo, estresse psicossocial e ainda idade (quanto maior a idade, maior a incidência de infartos) e sexo (o homem tem mais risco de infarto do que a mulher).

A prevenção deve começar o quanto antes, com hábitos alimentares, exercícios físicos rotineiros e atitudes para evitar o estresse. Recomenda-se uma dosagem de colesterol na faixa dos 20 anos e a freqüência da repetição será decidida pelo seu médico.

Para que a prática de exercícios seja mais segura, é importante que algumas doenças cardíacas, que muitas vezes não provocam sintomas, sejam descartadas. Portanto é recomendável que se faça uma avaliação cardiológica antes de iniciar a prática de esportes.

Saber ser portador de doença coronariana, mesmo não tendo sintomas, é possível e pode fazer grande diferença no tratamento a ser instituído. O teste ergométrico muitas vezes é realizado com esta intenção. Pessoas que possuem os fatores de risco mencionados acima devem ter maior preocupação e realizar avaliação cardiológica rotineiramente.


Dr.André Ricardo Lamberti Obici