Tabagismo


É possível parar
de fumar ?.....
Sim, é possível.

Só não consegue parar de fumar quem nunca tentar.

Hoje em dia existem abordagens novas para o tratamento da doença chamada tabagismo. Pois é, tabagismo é uma doença sim. Uma doença crônica, com melhora e piora como qualquer outra doença crônica na medicina.

O uso contínuo do cigarro causa o que chamamos de dependência.

Dependência é definida como um padrão de má adaptação ao uso de uma sustância ( no caso o cigarro ), que leva a intenso prejuízo ou sofrimento.

Verifique se você tem dependência do cigarro ( nicotina ) com os três critérios a seguir:

1-Tolerância: necessidade crescente do cigarro, diminuição do efeito com o uso da mesma quantidade.

2-Abstinência: o cigarro é usado para aliviar sintomas como ansiedade, irritabilidade, falta de concentração, que na verdade fazem parte da chamada Síndrome de Abstinência da Substância. O cigarro é usado em grandes quantidades e por período de tempo mais longo do que o desejado inicialmente.

3-Desejo persistente ( esforço mal sucedido para diminuir o uso da substância ):
- Gasto de tempo para conseguir cigarro ou usá-lo para recuperar-se dos efeitos.
- Abandono de atividades sociais mais produtivas (‘exercício físico’).
- Uso do cigarro apesar de já existir um problema físico que será piorado pelo seu uso.

Conheça seu grau de dependência respondendo à Escala de Fagerström para caracterização da dependência à nicotina

• Se você tiver uma pontuação acima de 6 é provável que vá sentir os sintomas da “ Síndrome de Abstinência ” , se deixar de fumar.
Nesse caso você vai precisar de tratamento e acompanhamento médicos.

• Se você tiver uma pontuação abaixo de 6 é possível parar de fumar sem tratamento médico e para isso vão algumas dicas:
A fome e a sede são confundidas com “ vontade de fumar ”.
O exercício é um bom substituto para diminuir a ansiedade e o stress do dia-a dia, não causa dependência e faz bem à saúde de uma forma geral.

Portanto parar de fumar exige uma mudança integral de maus hábitos de vida, tais como:
trocar o sedentarismo por exercícios diários adequados para idade e condicionamento; ter uma alimentação equilibrada e ingesta adequada de água.

Falhar não é o importante, o importante é tentar parar de fumar quantas vezes forem necessárias.

Já se sabe que a média é de 7 tentativas e ficar desapontado com uma falha ou outra não se justifica.

Se você tem uma pontuação acima de 6 ou já teve algumas falhas em tentativas sem auxílio médico, procure-nos, pois teremos o maior prazer em acompanhá-lo na próxima.


Dra.Maria Montserrat Perez Gilbert