Infarto do Miocárdio

 
A doença cardiovascular é a principal causa de morte nos países desenvolvidos, com cerca de 1 milhão de casos fatais a cada ano, apenas nos Estados Unidos.

Dessas mortes por causa cardiovascular, quase a metade resulta diretamente de doença arterial coronária.

O infarto do miocárdio é o estágio final de um processo crônico, que costumamos chamar de doença aterotrombótica.

É causado, na grande maioria dos casos, por uma oclusão total de uma artéria coronária, acometida por doença aterosclerótica, que tem vários fatores de risco, como: fumo, hipertensão arterial, doença das gorduras, diabetes, obesidade, sedentarismo e estresse.

O sintoma principal é a dor no peito, de forte intensidade, com duração maior que 30 minutos, geralmente em região retroesternal (meio do peito), podendo irradiar para ambos os lados do peito, com predomínio do lado esquerdo. Geralmente a dor vem acompanhada de sudorese fria, náuseas e vômitos.

O sucesso do tratamento do infarto do miocárdio depende muito do tempo em que o paciente chega ao hospital. Quanto mais rápida for a chegada ao serviço médico, maiores são as possibilidades de sucesso no tratamento desta doença grave.

Devemos prevenir o infarto, com o controle adequado dos fatores de risco, sempre com o auxílio de um médico especializado; quando houver suspeita de que um infarto esteja se instalando, procure o hospital com máxima urgência.
 

 
  Dr.Mauricio Samuel Goldbaum